terça-feira, 5 de abril de 2016

Cancelem o Facebook


É, estou bem sumida ultimamente mas eu juro que é só um bloqueio criativo e já vou logo falando que eu tenho vários durante o ano. Então se você tem um pouquinho de paciência é só esperar que uma hora eu volto hehe


giphy



Faz um tempo que eu venho percebendo que eu estou saturada de todas as redes sociais, principalmente o Facebook. Eu só não deleto minha conta por lá porque ainda uso o chat e participo de alguns grupos legais e que ainda valem a pena ler o que está por ali (beijo, melhor grupo!). Quando o Facebook começou, ele era cool, estar nele era cool. Quem era o Orkut na fila do pão quando a gente podia estar fazendo parte da nata do mundo virtual no Facebook?


No começo era aquela exposição da vida. Não que hoje não seja, mas acho que no começo dessa rede social as pessoas mostravam ainda mais o que estavam fazendo e não o que estavam pensando, o que gerava uma overdose de fotos desnecessárias e um compartilhamento de momentos íntimos que a minha única vontade era DESVER imediatamente (tipo gente que posta foto de homenagem de dia dos namorados com a cama toda enfeitada de pétalas de rosa. Cara, não quero saber do seu coito que rolou depois daquela foto).


Acho que a melhor coisa que o querido Mark Zuckerberg criou no Facebook foi a opção de parar de seguir uma pessoa sem a mesma saber disso. Sensacional. Não preciso ficar lendo chorume que algumas pessoas (até mesmo amigos) postam e que aparecem na minha timeline all day. Sou dessas que segue só os amigos mais íntimos e que tenho certeza de que não postam coisas ridículas e ainda sigo alguns grupos e páginas.


Já a pior parte é que TODO conteúdo compartilhado vem com o que? A opinião alheia. E eu tenho para mim que os comentadores de Facebook (menos piores que os do G1) são um tipo de pessoas que não deveriam nem ter acesso à internet para pararem de disseminar tanto ódio gratuito. Esses dias eu estava lendo um post sobre galinhas, é isso mesmo, tá aqui o link para você se deliciar com a minha curiosidade inútil por essas coisas. E aí que eu fiz a burrice de descer nos comentários e dei de cara com isso aqui:


ooo


A pergunta que faço é: O QUE TEM A VER O KOO COM A CALÇA?


Eu só estava ali querendo saber porque raios uma galinha fica hipnotizada por um risco no chão. Como que um ser desses entra nessa página e comenta sobre política? Aliás, ta aí o desafio: te desafio a encontrar pelo menos cinco posts ou matérias aleatórias em que não tenham algum comentário envolvendo política. Esse povo não tem limites.


Eu entro na internet para me divertir, faço isso desde que eu tinha 7 anos e até hoje não é diferente. Mas hoje eu sinto que está tudo tão pesado que a minha vontade é passar o dia lendo blogs pessoais e vendo vídeos de cachorrinhos por aí. Não vejo mais respeito, não vejo discussões saudáveis (são muito raras) e sinto que as pessoas entram no Facebook, principalmente, para espalharem ódio e descontarem um dia de merda que tiveram.


Tudo isso a gente junta com a falta de respeito com quem produz conteúdo e tenta divulgar nessa rede social. Vocês sabem quão difícil é divulgar hoje em dia algo que você produz? Com meu humilde bloguinho eu já gastei horrores em anúncios e o retorno que eles dão não é nem um pouco satisfatório. Sou muito mais a época do blogroll, por isso ainda mantenho o meu.


A verdade é que eu queria uma rede social nova, já cansei dessa. E o princípio dela deveria ser espalhar amor, felicidade, coisas boas (não costumo ser brega assim, juro). Quero uma coisa LEVE para passar meu tempo. Por isso estou cada vez mais lendo blogs pessoais e mudei o foco do meu. Aqui entra quem quer, ler quem quer e se comentar bosta eu excluo o comentário.


Não me julguem se eu demoro para responder alguma mensagem lá na página do blog, meu bode não me deixa ser mais rápida.


Um beijo.


4 comentários:

  1. Oi, Nathália!
    Pois é, te Entendo bem. Tô cada vez com menos saco pra descer essa bendita timeline do Facebook. Apesar de muitas pessoas que exclui ou deixei de seguir (porque não aguentava mais tanto discurso de ódio), ainda resta um ou outro cometário. Aliás, uma coisa que eu sempre digo é que não vou mais ler comentários, eles sempre me deprimem... quanta gente preconceituosa, machist e odiosa que cospe suas verdades absolutas escondidos nessa tal de Internet, né?! Enfim, tenho prefiro do os blogs também, junto com os vídeos de maquiagem no YouTube e o Instagram rsrs.
    Bom, no meio disso tudo, seu blog ainda é um alento! Bjooos! :)

    ResponderExcluir
  2. só li verdades Nat. Eu ainda não exclui pelos mesmos motivos que vc citou, mas uso cada vez menos. principalmente agora com tanto ódio e politicagem. :~ dá quase vontade de dar unfollow na vida real para alguns colegas e familiares hahaha beeeijo!

    #bloguismo #melhorgrupo

    ResponderExcluir
  3. Eu sinto é medo quando leio os comentários, por exemplo, do G1. Me dá PAVOR de saber que esse tipo de gente que comenta aquelas barbaridades existe e tá solta por aí cuspindo ódio e pronta pra fazer sabe Deus o que com o próximo...
    Eu parei de seguir até jornais porque não aguentava mais ler essas coisas. Hoje em dia tento ficar na minha "bolha feliz" que só tem blogs, coisas que gosto e sem pessoas ruins.

    ResponderExcluir
  4. Pior semana para ter Facebook: essa.
    Nem tô lendo o tanto de textão que tão escrevendo
    zzzzzzzz

    ResponderExcluir